Para acessar o novo blog clique aqui

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Lolita como arte

     Sempre que alguém diz que existe um certo "padrão comportamental" a ser seguido na moda, eu , assim como muitas, descordo. Antes, eu dizia que a moda era apenas moda, ou seja, roupas. Hoje, enxergo a moda como uma forma de arte e como arte está sujeita a várias interpretações e manifestações.
     Existe todo um "ritual" pra preparação de um outfit. O meu ritual, por exemplo, começa quando tenho uma ideia de costura para uma nova roupa, manifesto meus gostos e coloco um pouco de mim em cada detalhes. Depois, chega o momento de coordenação, escolho todas as peças e acessórios, normalmente, de acordo com a maneira que estou me sentindo no dia (levando em conta todos os fatores climáticos, ocasião e afins). Depois é hora de me vestir, 1 hora, 1 hora e meia, maquiagem, cabelo, tudo combinando, tudo expressando um pouco de mim, tudo como forma de arte, e assim me sinto a pessoa mais feliz e linda, porque consigo ser eu mesma, por um instante. Se você gosta de seguir os "padrões comportamentais" pois se identifica com isso, então siga, mas a moda não se resume a isso.
      Talvez, por usa a moda como forma de expressão, eu me entristeça muito quando tentam limita-la, ou quando as pessoas tentam argumentar para que eu pare de usá-la, porque eu não sou apenas lolita, a moda não é minha totalidade, mas é um grande pedaço de mim. Por isso, talvez, as vezes me sinto mais Miah do que Mikhaelle.
     Acima de tudo a moda lolita é uma moda plural. Não limite-a.

Nenhum comentário:

Postar um comentário